Ela tem 31 anos, mas sua pele flácida lhe dá a aparência de uma senhora idosa:” foi só hoje que aprendi a me aceitar”

É importante aceitar o seu corpo e aprender a sentir-se bem consigo mesmo, pois somente assim você pode finalmente se sentir bem com os outros. Certamente, não é fácil se aceitar como se é, em uma sociedade que nunca deixa de lembrar aos outros como devem se comportar, vestir e usar maquiagem, mas é absolutamente necessário se alguém deseja alcançar alguma felicidade pessoal. Sara Geurts é uma mulher de 31 anos que aprendeu a aceitar seu corpo apesar de uma rara condição genética que a faz parecer muito mais velha do que realmente é. Hoje, ela não tem mais medo de mostrar suas rugas e pele flácida porque é isso que ela representa, e ela tem uma mensagem importante para todas as garotas, jovens e velhas, que ainda estão lutando para se aceitarem como são.

Sara Geurts é agora uma figura pública bastante conhecida no mundo da moda e nas redes sociais; uma popularidade que certamente também obteve graças à singularidade de sua aparência. A jovem sofre da síndrome de Ehlers-Danlos, uma rara doença genética que afeta o tecido conjuntivo. Em seu caso, a pele de seu corpo é flácida e enrugada, dando-lhe a aparência de uma mulher idosa. Esta rara doença foi diagnosticada quando ela tinha 10 anos e desde então Sara teve sérios problemas para se aceitar, preferindo cobrir seu corpo, considerado uma fonte de vergonha, com blusas e calças compridas. Hoje, a jovem modelo tem muito mais confiança em si mesma, a ponto de aparecer de biquíni em fotos em suas redes sociais.

Hoje, Sara considera sua pele como “a parte mais interessante” de seu corpo. Há vários anos, essa autopercepção seria impensável para ela, especialmente porque continuou a crescer com uma doença genética sobre a qual pouco ou nada se sabia. No entanto, com a ajuda de seus amigos e familiares, Sara conseguiu superar preconceitos e inseguranças e também colocar em destaque essa rara doença.

“Quando mudei a maneira como me via, descobri uma beleza em meu corpo que nunca havia visto antes”, disse a modelo. Não é essa a chave para ser feliz e em paz consigo mesmo e com os outros? Estamos certos de que o caminho não é fácil, mas esperamos segui-lo todos os dias.

Like this post? Please share to your friends:
Deixe um comentário

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!:

Videos from internet